07/2011
Exposição de joias autorais
em Cunha

 

A exposição aconteceu durante o festival de inverno no Restaurante Quebra Cangalha.

 

Artistas joalheiros de São Paulo, Rio de Janeiro e Cunha participam de uma exposição de jóias exclusivas no Restaurante Quebra Cangalha, no município de Cunha, localizado a 217 km de São Paulo e a 290 km do Rio de Janeiro,com Vernissage no próximo sábado, 16, a exposição acontece até 30 de Julho.

Aproveitando a movimentação da cidade que realiza o 18º Festival de Inverno “Acordes na Serra 2011”, de 08 a 31 de julho, a exposição irá vender as jóias de mais de 20 artistas.O visitante poderá simplesmente apreciar, adquirir ou encomendar peças de design exclusivo como colares, anéis, brincos e outros objetos feitos em prata, ouro, outros metais, materiais e pedras de diversas lapidações, cores e pureza.

O evento é organizado pelo joalheiro Michael Striemer, professor e diretor do ateliê Califórnia 120(www.california120.com.br), onde ministra aulas há mais de 8 anos, em São Paulo, e pelo Restaurante Quebra Cangalha. Sitiante há mais de 30 anos em Cunha, Michael convidou joalheiros que adotaram a cidade para morar e criar suas jóias, como Ricardo Pompilio, Diogo Romeiro, Pedro Veloso e Cleber Ribeiro, além dos joalheiros convidados Susana Maiani, Marília Fontana, Rudolf Ruthner, Carlos Godoy e alunos dos professores que expõem e do Ateliê Califórnia 120.

O Restaurante Quebra Cangalha vai organizar uma Vernissage no dia 16 de julho, a partir das 19hs. Para quem quiser aproveitar o agradável clima do lugar haverá uma opção especial no cardápio para esse dia: risoto de abóbora cabochá com cubos de mignon e queijo parmesão.

O restaurante iniciou suas atividades em 1996 como um pequeno empório e procurou sempre valorizar os talentos e os produtos de Cunha, seja através da arte com as primeiras exposições de jóias, quadros, luminárias em fibras naturais e a própria cerâmica, como também através da culinária, introduzindo em seu cardápio produtos como o shiitake, a truta, o cordeiro, o pinhão e amora. Paralelamente haverá uma exposição de cerâmicas da artista Clara Coelho. www.quebracangalha.com.br

Cunha é uma estância climática e região de preservação ambiental que fica a meio caminho entre Rio de Janeiro e São Paulo. Marcada por uma beleza natural exuberante, está localizada entre duas reservas florestais (a reserva federal da Bocaina e a estadual do Parque Cunha-Indaiá), oferece atrações turísticas ligadas à natureza (trilhas; cachoeiras; rios; parques) e conta com mais de 20 ateliês de cerâmica com peças únicas e das mais variadas técnicas, além de maravilhosas tradições folclóricas da cultura regional (Festa do Divino, Congada, violeiros caipiras, etc) e uma ótima rede de pousadas e restaurantes charmosos. 

Informações sobre Cunha: www.cunha.sp.gov.br

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL NA DATA DA ABERTURA DA EXPOSIÇÃO: CENTRO DE EVENTOS DO PARQUE LAVAPÉS
16 julho – sábado
17:00h – Grupo Choros na Serra – Cunha/SP
22:00h – Banda Blitz com Evandro Mesquita

PRAÇA DO ROSÁRIO Rua Dr. Casemiro da Rocha - Centro
16 julho – sábado
16:00h – Espetáculo “Bufanarias II” – Trupe Olho na Rua – Santos/ SP
20:30h – Apresentação dos Violeiros de Cunha - Projeto “Violas na Praça"

1/6